O Posto do Guarda-Nocturno no Patane

A reabilitação do “Posto do Guarda-Nocturno no Patane”, sito na Rua da Palmeira, n.º 52-54, resultou de uma pareceria entre o Instituto Cultural e a Associação de Piedade e de Beneficência Tou Tei Mio do Patane, e teve como objectivo a criação de uma exposição sobre os guardas-nocturnos de Macau. O Posto do Guarda-Nocturno, oficialmente aberto ao público após a respectiva inauguração no dia 18 de Dezembro de 2015, visa não só dar a conhecer os tradicionais valores de assistência mútua existentes entre os diferentes bairros e comunidades locais, mas também salvaguardar as tradições populares e a história local.

O Posto do Guarda-Nocturno no Patane fazia parte de um conjunto de casas idênticas, sendo composto por dois compartimentos térreos, separados por um pátio interno, e apresentando telhados de duas águas. O segundo compartimento foi construído aproveitando uma grande pedra, sob a qual foram colocadas as colunas em madeira e a parede em tijolos. Este tipo de casas, construídas perto da encosta, apresenta assim uma arquitectura que se adapta à geografia da zona circundante e interliga as paisagens cultural e natural.

Antigamente, na China, os guardas-nocturnos anunciavam as horas e advertiam a população sobre a importância de tomar precauções contra incêndios e roubos. Em tempos passados, também houve guardas-nocturnos em Macau. Mais tarde, o seu serviço evoluiu para um sistema de patrulha nocturno, adquirindo a natureza de uma força de defesa civil, dotada de uma estrutura de gestão bem definida. No entanto, com a modernização da cidade, este serviço social foi gradualmente desaparecendo. Já não há a prática de os guardas-nocturnos segurarem lanternas e baterem nos gongos para informar os cidadãos das horas, nem os guardas assumem um papel tão essencial na manutenção da segurança pública ou da ordem social. O único Posto do Guarda-Nocturno existente é o da Rua da Palmeira e permanece como testemunha dos sons desta actividade,  estando imbuído com a sua história.

Esta exposição abrange dois temas, nomeadamente os vários postos dos guardas-nocturnos existentes em Macau e a profissão de guarda-nocturno em si.  Através de fotografias históricas, da mostra de objectos, da própria arquitectura do posto do guarda-nocturno após o restauro, assim como de ilustrações feitas por um artista, a exposição dá a conhecer o estatuto desta energética ocupação e a sua transformação e evolução.

Endereço: Rua da Palmeira n.º52 – 54, Macau.

Horário de Funcionamento
10:00-18:00 (Última admissão às 17:30. Encerrado às Segundas-feiras. Aberto nos restantes dias da semana, incluindo feriados)

Para mais informações:
É favor ligar para o n.º (853) 8399 6699, durante o horário de expediente
E-mail:WebMaster.MH@icm.gov.mo

Capacidade : A exposição pode receber um máximo de 15 visitantes de cada vez.

Preço: Entrada gratuita