繁體中文  |  簡体中文  |  Português  |  English  
  Contacte-nos  |  Caixa de Sugestões  
 
 
Notícias > Geral

3ª Trienal de Gravura de Macau inaugura

Data 7/1/2019
Categoria Exposição
Fonte Instituto Cultural do Governo da R.A.E. De Macau

A cerimónia de inauguração da 3ª Trienal de Gravura de Macau, organizada pelo Instituto Cultural, teve lugar hoje (4 de Janeiro), pelas 18:30 horas, no Centro de Arte Contemporânea – Pavilhão n.º 1 das Oficinas Navais, onde se realizou também a entrega de prémios aos artistas premiados. A cerimónia de inauguração foi oficiada pelo Director do Departamento de Propaganda e Cultura do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na R.A.E. de Macau, Wan Sucheng; pela Vice-Presidente do Instituto Cultural, substituta, Lau Fong; pelos membros do júri, Luckana Kunavichayanont, Maurice Pasternak, Zhang Minjie e Sou Pui Kun, contando ainda com a participação dos artistas premiados e finalistas e os peritos, criando uma atmosfera animada.

A 3ª Trienal de Gravura de Macau, que recolheu obras de todo o mundo em Agosto de 2018, foi muito bem recebida por artistas locais e estrangeiros, contando com a inscrição mais de mil trabalhos de 39 países e regiões da Ásia, Europa, Américas e Oceânia, tendo registado o maior recorde da história. Após a votação do júri que foi composto por peritos e gravadores de renome internacional, foram rigorosamente seleccionadas 175 obras premiadas e finalistas. O Prémio de Ouro foi atribuído à obra intitulada “Habitable structure”, da autoria do artista polaco Lukasz Koniuszy. O Prémio de Prata e o Prémio de Bronze foram atribuídos, respectivamente, às obras intituladas “The remains of the painful thing 6” e “The way of harvester No. 2”, da autoria dos artistas tailandeses Warranutchai Kajaree e Rattana Sudjarit. Este ano, foram ainda atribuídos sete Menções Honrosas aos seguintes artistas (por ordem aleatória): Alberto Balletti da Itália, Bianca Cork do Reino Unido, Chalita Tantiwitkosol da Tailândia, Cao Jianhong, Li Can e Zuo Wei do Interior da China, e Lee Wen-Jye de Taiwan. As obras intituladas “Encontros à janela”  e “Horizonte pelo quinto andar (I)”, dos artistas de Macau Wong Wai I e Loi Chi Fong, respectivamente, foram também seleccionadas.

Lançada em 2012, a “Trienal de Gravura de Macau” recolheu obras de todo o mundo, promovendo o desenvolvimento das artes da gravura, construindo uma plataforma de intercâmbio internacional da arte da gravura em Macau e mostrando o desenvolvimento da gravura em vários países e regiões. Desde a sua criação, foi muito bem recebida e contou com o apoio de artistas locais e estrangeiros. A exposição apresenta obras notáveis de formas ricas. Procurando inovação embora mantendo as tradições artísticas, as obras não apenas reflectem os estudos aprofundados de técnicas pelos artistas, mas também a combinação das novas produções, média, impressão e técnicas integradas. Estas obras abrangem um amplo leque de temas, permitindo ao público apreciar os diversos aspectos das artes da gravura de todo o mundo e compreender a nova tendência e desenvolvimentos na gravura contemporânea.

A exposição está patente até 17 de Março de 2019, incluindo aos dias feriados, em vários locais bem como no Centro de Arte Contemporânea – Pavilhão n.º 1 das Oficinas Navais, na Galeria Tap Seac, na Galeria de Exposições Temporárias do IAM, na Galeria de Exposições e na Casa Nostalgia das Casas da Taipa. A entrada é livre. Estarão disponíveis visitas guiadas no Centro de Arte Contemporânea – Pavilhão n.º 1 das Oficinas Navais, entre as 15:00 e 16:00 horas aos Domingos (a partir de 20 de Janeiro de 2019), e entre 5 e 7 de Fevereiro (os primeiros 3 dias do Ano Novo Chinês). A exposição também disponibiliza visitas guiadas para escolas e organizações, sendo estas bem-vindas a inscrever-se. Para mais informações, é favor contactar o IC através do telefone n.º 8988 4000, durante o horário de expediente, ou visitar o sítio web da Trienal (www.icm.gov.mo/printmaking/2018/).

20190107095944_01

 

20190107095945_02

 

20190107095945_03


Voltar