繁體中文  |  簡体中文  |  Português  |  English  
  Contacte-nos  |  Caixa de Sugestões  
 
 
Educação > Alunos Na Oficina

Interesse das escolas leva a prolongar mostra

Data 28/3/2004 - 26/4/2004
Duração
Espaço Cultural Galeria Tap Seac

A segunda fase da exposição “China e o Ocidente: Influência e Inovação Cultural” vai manter-se na Galeria do Tap Seac até dia 9 de Maio.

Segundo fonte do Instituto Cultural (IC), “tem sido tal o interesse manifestado pelas escolas de Macau que decidimos prolongar a data de exposição até Maio, para que mais estudantes nos possam visitar.”

Recorde-se que esta mostra, integrada no programa do XV Festival de Artes de Macau, foi dividida em duas fases, sendo o conjunto de peças actualmente patente na Galeria do Tap Seac referente à arte contemporânea local. Até ao final de Março foram as obras de arte tradicional de autores locais a ocupar aquele espaço cultural.

“Têm sido sobretudo as esculturas a despertar o interesse dos visitantes, porque não é uma arte muito abordada pelos artistas de Macau. Os jovens manifestam ainda interesse pelas colagens, cartazes e vídeos ali expostos”, garante a mesma fonte, adiantando que é durante os workshops organizados diariamente na galeria que o instituto tem recolhido o feedback dos alunos.

Durantes as oficinas, alunos de escolas secundárias, primárias e infantários participam em variadas actividades, como é a literatura, os trabalhos manuais e outras “capazes de despertar a criatividade nos jovens e o apelo pelas artes.”

Descreve ainda a mesma fonte ao Hoje Macau que ao todo, desde que a exposição está patente ao público, foram cerca de sete mil os participantes nos workshops. Oficinas estas que têm vindo a ter cada vez mais sucesso, “já que só na última fase já participaram cerca de quatro mil jovens.”

Aberta diariamente ao público, na Galeria do Tap Seac decorrem workshops durante a semana dirigidos às escolas de Macau e ao fim-de-semana, para os quais os pais são convidados a participar, orientando mesmo os filhos nas actividades artísticas que ali decorrem.

Acredita a fonte do Instituto Cultural que o “sucesso” destas actividades se deve à “localização dos espaço cultural e ao facto daquela zona ser cada vez mais um pólo cultural de Macau”, admitindo ainda que a experiência recolhida na primeira fase foi “positiva” para atrair mais jovens.

Desde o início de Março têm sido muitos os visitantes da galeria, mas a fonte admite que esta segunda fase tem sido mais concorrida: “A Galeria do Tap Seac acolhe actualmente cerca de 100 visitantes todos os dias”.


Voltar

 
Informações Relacionadas
 Inauguração da Exposição de Artes Visuais “A China e o Ocidente – Influência Cultual e Inovação I”