Ao Risco da Cor

Claude Viallat e Franck Chalendard

Exposições e Outros

Tempo

29/5-9/8|Das 10:00 ás 19:00|Galeria Tap Seac

localização

Galeria Tap Seac

Tarifa

Entrada Livre,

Claude Viallat e Franck Chalendard partilham a mesma fé nos poderes da pintura que estão na origem das grandes obras. Mais do que a demonstração de um estilo ou do que a manifestação de uma “maneira”, à semelhança dos mestres da arte moderna, estes artistas elaboraram um sistema pictórico que envolve um conjunto de conhecimentos que está sujeito à análise crítica de uma prática e de uma teoria.

Desde 1966 que Claude Viallat vem repetindo a impressão de uma forma genérica cujas declinações povoam as superfícies de suportes não montados sobre esticadores. A sua materialidade é constitutiva da obra tal como a cor material empregada. Como o é o trabalho do artista. Com este sistema, Claude Viallat “revisitou a história da arte das suas origens aos nossos dias e soube, como nenhum outro artista, criar espaços nos quais a intensidade da cor alcança a plenitude da forma.”

Franck Chalendard empreendeu a exploração do thesaurus de formas e motivos acumulados pela abstracção. Ele reutiliza-os reavivando os seus significados. Nas suas obras recentes, o artista combina tecidos ornamentados com padrões soberbos que oblitera e mancha de cor aplicada com gestos largos. Estas pinturas, à base de ready-mades, escapam, assim, à sua condição de reproduções. Tornam- -se unicums (unici) onde florescem a sumptuosidade jubilosa da cor e o gesto inaugural do artista.