Lied Ballet

   

Dança

Tempo

1, 2/5|Sexta-feira, Sábado|20:00

localização

Centro Cultural de Macau - Grande Auditório

Tarifa

MOP 350, 300, 200, 100,

Estreia na Ásia/ Apresentado no Festival de Avignon 2014

Coreógrafo: Thomas Lebrun
Bailarinos: Maxime Camo, Anthony Cazaux, Raphael Cottin, Anne-Emmanuelle Deroo, Tatiana Julien, Anne-Sophie Lancelin, Matthieu Patarozzi e Léa Scher Cantor: Benjamin Alunni, Tenor
Piano: Thomas Besnard
Música: Alban Berg, Gustav Mahler, Giacinto Scelsi e Arnold Schönberg Adaptação Musical: David François Moreau
Design de Luzes: Jean-Marc Serre
Design de Som: Mélodie Souquet
Design de Guarda-Roupa: Jeanne Guellaff
Confecção de Guarda-Roupa: Jeanne Guellaff e Sylvie Ryser
Produção: Centre chorégraphique national de Tours
Co-produção: Festival d’Avignon, Maison de la danse de Lyon,
Les Quinconces – L’Espal, scène conventionnée du Mans, La Maison de la Culture de Bourges, scène nationale, Les Deux Scènes-Scène nationale de Besancon, La Rampe-La Ponatière scène conventionnée – Échirolles, Association Beaumarchais – SACD
Residência: Scène nationale de Cavaillon
Com o apoio de Région Centre e SPEDIDAM

Destaques do Programa:
Giacinto Scelsi: Chukrum
Gustav Mahler: “Um Mitternacht” e “Ich bin der Welt abhanden gekommen” de Rückert-Lieder
Arnold Schönberg: “Under shade of dense leaf-cover” de The Book of the Hanging Gardens, Op. 15, No. 1
Alban Berg: “Soul, You are More Beautiful” e “Over the Borders of the Universe” de Altenberg Lieder, No. 3

O Centre chorégraphique national de Tours beneficia do apoio do Ministério da Cultura e Comunicação – DGCA – Centro DRAC, da Cidade de Tours, do Conselho Regional do Centro e do Conselho Regional de Indre-et-Loire. O Centre chorégraphique national de Tours beneficia regularmente do apoio do Institut français nas suas digressões internacionais.

Movendo-se no centro da indústria provavelmente mais impiedosa no que respeita ao peso, a cintura teimosa de Thomas Lebrun’s tornou-o num wunderkind incrível da dança, facto que pode possivelmente ter estado na origem do seu apetite insaciável pela perfeição estética e pelo sucesso. Bailarino completo e coreógrafo prolífico, Lebrun é fascinado pelas nuances e pela diversidade que a danca pode transmitir. Peças sensacionais como A Viagem de um Bailarino Gorducho levaram-no à direcção do Centre choréographique national de Tours (França) em 2012, onde ainda continua a dirigir, a compor e a impressionar, conquistando galardões como o Prémio de Coreografia recentemente atribuído pela Sociedade de Autores e Compositores Dramáticos.

No ambito do 68.o Festival de Avignon Festival de 2014, Lebrun orquestrou Lied Ballet, uma peça em três actos onde coincidem e se chocam épocas que se metamorfosearam e deram lugar à arte da coreografia actual. Lebrun reflecte sobre o espaço deixado para os assuntos sociais e a tolerância em contextos culturais onde “canções populares se tornaram clássicos, ou espectáculos que abordam a burguesia encontram agora o seu lugar na sala de concertos, rejeitados pela arte ‘inovadora’”. Evocando imagens e o simbolismo de eras históricas, oito bailarinos encarnam o zeitgeist de épocas decisivas através de variações de passos de ballet e de gestos nítidos. Os movimentos graciosos estão em harmonia com os lieder de Berg, Mahler e Schönberg, interpretados pelo tenor Benjamin Alunni e pelo pianista Thomas Besnard, que completam a criação de prazeres coreográficos e acústicos de Lebrun.

O respeito e reverência de Lebrun por tempos idos é o que o inspira: “A dança de hoje não surgiu com a última chuva…E a de amanhã já sabe disso”.

 

Festa – Solo What You Want? and Bal
Participe numa festa guiada por Thomas Lebrun após a actuacao do dia 1 de Maio na Praça do CCM. A entrada é livre!

.É favor consultar o Guia do Programa de Extensão do FAM: Palestras e Workshops
Duracão: aproximadamente 1 hora e 10 minutos, sem intervalo